Casos de Estudo do cidadão

A plataforma Smart4Health é desenvolvida em torno de Casos de Estudo do cidadão (CUCs) que irão fornecer feedback ao desenvolvimento da plataforma, avaliar as funcionalidades implementadas e validá-las. Os CUCs são implementados de forma a fornecer exemplos práticos da vida real do cidadão, focando a possibilidade de gestão, armazenamento, capacidade de acesso e compartilhamento dos dados de saúde.

Serão abordades diversas questões de saúde e cuidados médicos de elevada relevância e implicação social e economica na vida do cidadão. Esta é uma temática abrangente que envolve uma diversidade de cidadões de diferentes idades, classe social e nacionalidade . Os CUCs vão envolver o cidadão em diferentes ambientes: hospitais e centros clínicos, no local de trabalho, em viagem e na vida quotidiana. As etapas de diagnóstico, tratamento, prevenção, saúde ocupacional e envolvimento prático da força de trabalho serão abrangidas durante o projeto. Todos os casos de estudo são realizados através da utilização da 4HealthPlatform (4HP) e serviços associados.

Umfassende Zusammenarbeit zwischen den USA und der EU in Bezug auf Patientenakten

Die Gesundheitsdatenplattform wird für Sie nach in New York ermittelten, bewährten Methoden entwickelt. Im Gesundheitsmanagementsystem des Mount Sinai-Krankenhauses in New York finden sich Millionen von elektronischen Patientenakten, die aus zahlreichen Arten von Daten bestehen. Diese Patientenakten enthalten Informationen wie Patientenzusammenfassungen, Testergebnisse, Diagnosen und in einigen Fällen sogar genetische Daten. Diese Informationen werden identifiziert und in die 4Health-Plattform aufgenommen, wobei der Schwerpunkt auf der Datenstruktur liegt. Mithilfe dieser Daten können unsere Smart4Health-Backend-Entwickler ermitteln, welche Funktionen effektiv sind und welche Datenelemente vorhanden sein sollten, damit Sie als EU-Bürger Kontrolle über und Zugriff auf Ihre eigenen Gesundheitsinformationen haben. Patienten des Universitätsklinikums Aachen in Deutschland, des Universitätsklinikums Maastricht in den Niederlanden und von Teilen des Ospedale San Raffaele in Italien werden die entwickelte Plattform pilotieren, um ihre Funktionalität zu bewerten.

Die Mount Sinai-Daten werden auch als großzügige Grundlage für die Entwicklung unserer Forschungsplattform dienen, die den Nutzern der 4Health-Plattform reale Ergebnisse liefern soll. Der Bürger-Anwendungsfall in diesem Projekt soll es den europäischen Bürgern ermöglichen, durch die Entwicklung unserer Forschungsplattform MyScience Einblicke in ihre Gesundheit zu erhalten. Durch die Verwendung von Millionen von anonymisierten Patientenakten aus dem Mount Sinai-Krankenhaus können Bürger von der Verfügbarkeit bereits aufbereiteter Daten aus den USA profitieren.

Bürger, die die 4Health-Plattform nutzen und sich damit einverstanden erklären, ihre Daten für Forschungszwecke zur Verfügung zu stellen, erhalten im Zuge des Wachstums der Gesamtdaten neue Erkenntnisse. Wir werden mit vorläufigen Mount-Sinai-Daten beginnen und darauf aufbauen, sobald neue EU-Bürgerdaten erfasst werden. In Verbindung mit ihren eigenen Daten können diese Forschungsergebnisse in Form von Community-basierten, krankheitsbasierten oder individuellen Wellness-Erkenntnissen vorliegen.

Colaboração entre os EUA e a EU – registos de saúde completos

Uma plataforma de dados de saúde desenvolvida para o cidadão utilizando registos digitais de saúde de acordo com as melhores práticas recomendadas pelos parceiros de Nova Iorque. O Sistema de Saúde Mount Sinai (Nova Iorque) dispõe de milhões de registos eletrónicos de saúde dos seus pacientes que são compostos por vários tipos de dados. Esses registos contêm informações como: resumos de pacientes, resultados de testes, diagnósticos e possuindo alguns dados genéticos. Esta informação inserida de forma anônima na plataforma 4HealthPlatform, dado especial foco à estrutura de dados utilizada nesta partilha. A disponibilização destes dados permitirá à equipa do Smart4Health estabelecer as funcionalidades e os respetivos elementos que devem estar presentes de forma a que o paciente, enquado cidadão da EU, tenho acesso aos seus dados de saúde. Esta funcionalidade será testada por pacientes no Hospital Universitário de Aachen, na Alemanha, no Hospital Universitário de Maastricht, na Holanda, e do Ospedale San Raffaele, na Itália, uma vez efetuado o seu desenvolvimento.

Os dados do Mount Sinai também servirão como base para o desenvolvimento da nossa plataforma de pesquisa, projetada para fornecer dados clínicos reais aos utilizadores da plataforma 4HealthPlatform. O caso de estudo do cidadão neste projeto é permitir que os cidadãos europeus recebam informação sobre saúde por meio do desenvolvimento da plataforma de pesquisa, a MyScience. Usando milhões de registos de saúde anónimos de pacientes do Mount Sinai, os cidadãos podem beneficiar da disponibilidade de dados já processados dos EUA.

Os cidadãos que utilizem a 4HealthPlatform e autorizem a partilha dos seus dados para investigação serão informados acerca de novas descobertas à medida que a quantidade de dados na plataforma for aumentando. A plataforma será iniciada com os dados provenientes do Mount Sinai sendo posteriormente adicionados novos registos provenientes dos cidadão da EU à medida que forem recolhidos. A conjugação dos dados individuais, os resultados de investigação podem vir a dar um impacto positivo no bem-estar da comunidade, indivíduos e na prevenção de doenças.

Registo de saúde completo em toda a UE

Aceda, compartilhe e atualize os seus dados de saúde em toda a Europa. Os cidadãos, como pacientes do Hospital Universitário de Aachen, na Alemanha, recebem um ficheiro de saúde eletrónico completo chamado “FallAkte Plus”. O ficheiro contém informações de todo o meio hospitalar, muito além do chamado resumo do paciente e é ingerido na 4HealthPlatform pelo cidadão. Isso permite aos cidadãos gerirem, armazenarem, e partilharem os seus próprios dados de saúde em toda a UE.

Neste caso de estudo do cidadão, os cidadãos fornecem o acesso ao seu registo de saúde para tratamento também noutros hospitais, como por exemplo o Hospital Universitário de Maastricht, na Holanda, o Ospedale San Raffaele, em Itália, e o hospital do Funchal, na Madeira.

Dor nas costas e tratamento da doença musculoesquelética

Supervisione e faça a gestão de todos os dados correspondentes ao seu tratamento, mesmo se optar por visitar um centro médico diferente ao longo do tratamento. Neste caso de estudo do cidadão, iremos concentramo-nos especificamente no tratamento das dores nas costas, uma vez que um em cada três cidadãos da UE sofre de dores nas costas e, ao longo de um único tratamento, poderá ter que visitar diferentes centros médicos.

Este caso de estudo do cidadão acompanha o tratamento de 1.000 cidadãos com dor nas costas. A força muscular das camadas musculares profundas das costas e a amplitude de movimento da parte superior do corpo serão determinadas pelo fisioterapeuta da MedX e os resultados serão fornecidos digitalmente ao cidadão. O cidadão pode fornecer acesso aos resultados do teste e consultar um médico para tomada de decisão e decidir algum tratamento adicional. O diagnóstico com o esquema de tratamento prescrito e um ePrescription para fisioterapia são novamente fornecidos digitalmente ao cidadão. Exercícios fisioterapêuticos são realizados utilizando um dispositivo médico de treino. Esses exercícios criam registos digitais de fácil perceção para o cidadão tendo a possibilidade de ser acompanhado virtualmente por um fisioterapeuta em sessões específicas.

Dor nas costas e prevenção musculoesquelética

É apoiado por dispositivos digitais durante o treino de prevenção, permitindo que um fisioterapeuta monitorize o seu treino. Este caso de estudo do cidadão irá acompanhar até 3.000 cidadãos que trabalham em empresas e participarão num plano de prevenção da dor de costas durante 4 meses. O treino será acompanhado por um fisioterapeuta e realizado num dispositivo médico (máquina de extensão lombar MedX) específico para fortalecimento da região lombar. Caso seja necessário, um médico estará igualmente envolvido. Wearables, dispositivos e têxteis inteligentes serão fornecidos para permitir aos cidadãos a recolha e registo dos seus próprios dados de saúde digitalmente. Cada cidadão pode incorporar dados recolhidos através de wearables, dispositivos inteligentes, treinos de prevenção na 4HealhPlatform. A plataforma permitirá ao cidadão visualizar e fornecer os seus dados a qualquer profissional de saúde.

Local de trabalho, ambiente hospitalar, prevenção de dores nas costas

Como trabalhador numa unidade de cuidados intensivos hospitalar, com recurso a alta tecnologia e apoio de robôs, tem total controlo sobre a prevenção de dores nas costas no local de trabalho. Este caso de estudo do cidadão acompanhará pelo menos 1.000 cidadãos, com ênfase nas necessidades dos trabalhadores em parques industriais específicos, em Portugal. O cidadão, quer esteja a trabalhar em ambiente fabril ou de escritório, terá acesso ao plano de prevenção de dor de costas e a wearables que irão monitorar a postura e outras variáveis ​​de saúde durante as atividades quotidianas do cidadão em casa ou no ambiente de trabalho. O uso de wearables fornecerá uma etapa extra na aquisição de dados e fornecerá ao utilizador uma perspetiva ampla da sua postura durante as rotinas diárias. Esta informação fornecerá ao cidadão indicadores para melhorar a sua postura e assim prevenir a dor nas costas. A implementação de modelos existentes na Alemanha será adaptada aos ambientes culturais, de trabalho, setoriais e linguísticos do cidadão. Os cidadãos poderão usar seus próprios wearables ou ter acesso aos dispositivos fornecidos pelo projeto.

Paralelamente, o cidadão terá acesso à plataforma Smart4Health, onde os dados serão guardados, dando ao cidadão a capacidade de compartilhá-los com o seu médico ou centro hospitalar.

Local de trabalho de cuidadores, prevenção de dores nas costas

Como Cuidador (formal ou informal), tem total controlo sobre a prevenção de dores nas costas no local de trabalho e em casa, com acesso a um médico. Este caso de estudo do cidadão acompanhará pelo menos 1.000 cidadãos, com ênfase nas necessidades dos cuidadores e enfermeiros como prestadores de cuidados em ambiente domiciliário. Além disso, acrescenta a dimensão da interação do cuidador como trabalhador,  e o cidadão que está a receber o tratamento. Este CUC irá contribuir para melhorar o relacionamento e ampliar a possibilidade de alargar a tecnologia para os cidadãos que são fortemente afetados pela dor nas costas, tal como cuidadores informais. Paralelamente, os cuidadores irão ter acesso a funcionalidades que poderão adicionar valor ao cidadão. A implementação de modelos existentes na Alemanha será adaptada aos ambientes culturais, de trabalho, setoriais e linguísticos deste caso de estudo específico.

Vida e local de trabalho, prevenção de dores nas costas

Como trabalhador, tem total controlo sobre a prevenção de dores nas costas no local de trabalho e em casa, com acesso a um médico. Estabelecimento de um ambiente “inteligente” aumentado as condições de trabalho dos profissionais de saúde a trabalhar em unidades de cuidados intensivos do Hospital Universitário de Aachen e do Hospital Universitário de Maastricht. O caso de estudo envolverá grandes equipas de trabalho na área da saúde que desenvolvem a sua atividade em ambiente hospitalar.

Este caso de estudo do cidadão é baseado na abordagem estabelecida no CUC “Dor nas costas e prevenção musculoesquelética”, adaptando para as necessidades de cuidadores e enfermeiros como trabalhadores de uma Unidade de Cuidados Intensivos de um hospital universitário para pelo menos 500 cidadãos. Em paralelo, acrescenta a dimensão da interação do cuidador como trabalhador com o cidadão na condição ocupacional mais complexa e exigente, que é conhecida por causar altas taxas de incapacidade de trabalho devido a fatores físicos e mentais. Além disso, um ambiente de alta tecnologia suportado por robôs fornecerá dados adicionais que são enviados para a 4HealthPlatform. As funcionalidades de feedback, partilha e correlação são fundamentais para os cidadãos que são fortemente afetados pela dor nas costas. Valores como a cooperação confiável, feedback e compartilhamento podem agregar valor para o cidadão e para o resultado do trabalho realizado. A implementação existente nas unidades de Cuidados Intensivos do Hospital Universitário de Aachen, na Alemanha, e do Hospital Universitário de Maastricht, na Holanda, deve ser adaptada para a funcionalidade completa dos casos de estudo, levando à implementação de medidas preventivas para os trabalhadores, conforme necessário e com base em medições de desempenho.

Saúde regional, turistas, prevenção de dores nas costas

É um dos muitos cidadãos presentes num ambiente onde os dados de saúde são totalmente integrados. Este caso de estudo do cidadão centra-se no desenvolvimento da plataforma 4HealthPlatform para um sistema de saúde dirigido a 200.000 cidadãos em toda a região da Madeira. O Governo Regional da Madeira apoia o caso de estudo e a participação das infraestruturas de cuidados de saúde e respetivos colaboradores.

O caso de estudo centra-se numa ampla utilização da 4HealthPlatform numa região bem demarcada e com uma forte componente internacional. O objetivo é abordar as situações de utilização associadas aos cidadãos que viajam e passam tempo de lazer na Madeira (com possível atividade cooperativa de fitness, caminhadas e treino), e os cidadãos que vivem e trabalham na Madeira. Os turistas terão acesso à plataforma Smart4Health e poderão utilizá-la associada a wearables próprios ou fornecidos pelo projeto, tanto na Madeira como no retorno aos seus países de origem. Paralelamente, os cidadãos Madeirenses terão acesso à plataforma e a wearables que permitirão acompanhar a sua postura e o seu histórico de saúde nas rotinas diárias. Os cidadãos que trabalham na Madeira terão acesso ao treino de tratamento e de prevenção da dor de costas. Este treino será fornecido por um fisioterapeuta recorrendo à utilização de dispositivos médicos dedicados para o fortalecimento da região lombar. Tanto os turistas como os cidadãos residentes na Madeira terão a possibilidade de guardar e partilhar os seus dados de saúde com os seus médicos ou hospitais e prestadores de cuidados de saúde.

Será organizado um Dia de Saúde e o caso de estudo do cidadão será apoiado por uma campanha de comunicação que incluirá os principais eventos que ocorrem na Madeira, nos locais de entrada na ilha (Aeroporto e Porto de Cruzeiros) e através dos canais de informação turística da região.

Durante o projeto, os registos de saúde eletrónicos são partilhados entre os centros de saúde da Madeira, o Hospital Universitário de Aachen, na Alemanha, o Hospital Universitário de Maastricht, na Holanda, e o Ospedale San Raffaele, na Itália.